segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

TAREFA 16

                          O Projeto do outro



Na tarefa 16 correspondente a disciplina de Projeto Interdisciplinar de Ensino e Aprendizagem 2, foi solicitado a escolha de um trabalho realizado por um colega de turma para realizar  uma análise sobre o trabalhado escolhido.
O trabalhado escolhido para análise foi o da acadêmica Diana Aparecida R. R Machado com titulo Artes Visuais e Matemática.
A escolha de análise desse projeto se justifica a medida que percebi o quando e importante a relação entre arte e matemática. Posso dizer que o referido trabalho mim chamou atenção pelo fato da colega ter priorizado a importância de se trabalhar com figuras e formas, essa proposta abre um leque de possibilidades em que o aluno é convidado a trabalhar uma dinâmica de interação com as formas geométricas de diversas maneiras.
 No meu ponto de vista esse trabalho permite o aluno a ampliar possibilidades de compreensão através dos materiais utilizados para realizarem exercícios práticos em que os alunos possam explorar as figuras geométricas e também reconhecer as características de cada uma.
Fiquei entusiasmada com a produção que foram produzidas pelos alunos no ato da aplicação prática do projeto( Artes Visuais e Matemática). Enfim, o projeto esta de parabéns e que esse trabalho seja utilizado na sala de aula como proposta inovadora na aprendizagem do aluno.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

TAREFA 15 

                        MEU PROJETO VISTO POR MIM


   


Disciplina:
Projeto Interdisciplinar de Ensino e Aprendizagem 2






Professora Autora: Ana Beatriz Barroso

Tutora à Distância: Adelaide Rodrigues de Mendonça

Tutor Presencial: Daniel dos Santos Mangueira Leite

Aluno (a): Aladimira Araújo de Oliveira

Pólo: Tarauacá

                                                                    Atividade: Meu Projeto






Segundo semestre  2013


Análise do projeto

Após, realização de todas as etapas para desenvolver e executar o projeto proposto na disciplina PIEA 2, bem como cumprimento da tarefa 15( Meu Projeto), faz-se necessário , nesta oportunidade  relatar como se deu o cumprimento desta atividade.
Desde o inicio da criação desse projeto, minha finalidade maior sempre foi buscar meios que de alguma forma pudesse propiciar aos alunos uma dinâmica que desenvolvesse o prazer de realizar atividades artísticas que fizesse diferença das alunas tradicionais buscando socializar entre os alunos trabalhos coletivos que envolva todos de uma forma geral.
Esse trabalho foi desenvolvido também com o objetivo de conscientizar os discentes com relação ao uso de se trabalhar com materiais reciclados  como também de refletir sobre questões como: lixo, reciclagem e preservação do meio ambiente onde os mesmos pudessem ter uma reflexão analítica sobre esse contexto.
Essa atividade trata-se, portanto, de um exercício prático/ teórico, onde o aluno foi convidado a realizar um procedimento atrelado a questão de produzir escultura através da técnica modelagem utilizando a massa do papel machê para produzir as respectivas esculturas. 
Na ideia inicial do projeto o aluno tinha que utilizar pequenos objetos para produzir através desses objetos pequenas esculturas. Porém, o aluno não era obrigado a seguir rigorosamente com a escolha dos materiais que pudessem está sendo utilizado para realizar essa atividade, ou seja, o aluno tinha liberdade de escolha. Isso não se significa que o aluno tem que abraçar somente uma ideia, pelo contrário, pode usar e ousar de sua criatividade.
 A execução do projeto ocorreu de forma satisfatória. Aos alunos se saíram bem, alguns tiveram um pouco de dificuldade com relação ao acabamento por se tratar de uma técnica que requer paciência para moldar e ou definir a forma desejada, ou seja, um acabamento com qualidade.
Enfim, espero que esse projeto sirva de inspiração para instituições escolares, grupos sociais, comunidades organizadas e centros comunitários. O importante desse projeto também é tratar a questão do uso da técnica modelagem como algo que pode ser acessível á todos. 
Acredito que essa experiência permitiu tanto a mim quanto ao aluno experimentar na prática as funcionalidades da técnica modelagem através do uso de papel reciclado na confecção de pequenas esculturas. Portanto, falar em arte e falar de fantasia, criatividade, imaginação, sensibilidade, ousadia, habilidades, estética.
      Criar através da arte possibilita ao ser humano desenvolver sua criatividade podendo assim lançar mãos a diferentes meios para comunicar e expressar o que se sente através da arte. O fazer artístico é que nos permite criar, inovar, e o melhor de tudo isso e saber que a arte de criar não é algo acabado. 

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Imagens do trabalho prático sobre o projeto 












quinta-feira, 21 de novembro de 2013

TAREFA 13
                                        TEMA

Escultura com o uso do papel reciclado através da técnica modelagem: criando a interdisciplinaridade em: Arte/Escultura, ciências, reciclagem/meio ambiente

O trabalho de execução do projeto proposto na disciplina de Projeto Interdisciplinar de Ensino e Aprendizagem 2 foi desenvolvido como proposta didática para alunos de 6ª ano com faixa etária de treze anos de idade, com objetivo de despertar no aluno uma forma diferente de trabalhar o fazer artístico utilizando a técnica modelagem através da produção do papel machê como também trabalhar a conscientização com relação à preservação do meio ambiente. Este trabalho foi desenvolvido na Escola Plácido de Castro. O processo de desenvolvimento desta proposta deu-se em cinco aulas com duração de 1h/aulas.
 A escola trabalha em torno de despertar o senso critico e analítico do aluno para que ele atue na sociedade com responsabilidade, e também em instrumentalizar o discente para ser capaz de transformar o ambiente em que vive.
A oficina foi realizada na modalidade presencial com a apresentação teórica do projeto proposto.
A primeira etapa deste projeto foi iniciada com uma breve confessa informal sobre minha proposta de trabalho. Então, na sequência fiz uma explanação de como seria o desenvolvimento e conclusão do projeto proposto através de um slide explicativo.
Na segunda etapa foi apresentado a turma mais um slide explicativo sobre escultura e sua importância dentro e fora do contexto educacional. Seguimos, então, com apresentação multimídia sobre o assunto e suas funcionalidades. Dando continuidade a apresentação do trabalho, mostrei para os alunos algumas imagens de escultura das mais antigas até as mais recentes.
Na terceira etapa foi discutido sobre o papel machê e sobre a técnica modelagem e suas funcionalidades. Assistimos a um vídeo de como preparar a massa do papel machê. Foi mostrado também imagens de objetos trabalhados com o uso da massa de papel machê. Na oportunidade também foi explicado o preparo da tinta, lembrando que foi usado também tinta guache pintar pintura as obras. Em seguida distribui para à turma receita impressa sobre o preparo da massa do papel e os panfletos sobre o tema do projeto. Os panfletos foram distribuídos para a direção da escola.
Depois de termos estudado a parte teórica, os alunos, nesta quarta etapa tiveram que realizar a parte prática que seria a moldagem dos abjetos. Lembrando que a massa foi entregue para os alunos já pronta, por conta de que a escola não oferece um lugar adequado (um ateliê) para trabalhar com atividades que demoram um pouco para se concretizar, já que a massa do papel machê tem que ser preparada e depois ficar em repouso para depois se utilizada. Esse procedimento precisa de um espaço e um local que possa ser conservado.
Deixando claro que os alunos tiveram todas as orientações de como proceder com o preparo dessa massa, inclusive foi sugerido que eles realizassem essa experiência em casa já que se trata de um procedimento simples.
Quinta e última aula foi exclusivamente para a pintura das respectivas modelagens. Os trabalhos ficaram expostos na biblioteca para que os alunos visualizassem os mesmo.
No entanto, é importante que antes de saber a história da arte, é necessário que o aluno ao longo de seu processo de escolarização, conheça e aprenda as técnicas, bem como fazer uso das mesmas para facilitar a construção de suas habilidades. O objetivo da oficina pautou-se em estudar a interdisciplinaridade entre arte e ciência buscando mostrar de certa forma parte da realidade que abrange toda sociedade, ou seja, as relações de complexibilidade que existem entre o homem e a natureza.
OBS: o projeto foi elaborado e pensado em ser trabalhado em quatro aulas, porém, não foi possível realizá-lo dentro do planejado e foi preciso mais uma aula para concretizar a realização do trabalho. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Passos como preparar a massa do papel machê 


Receita retirada do site:


A imagem abaixo representa um trabalho  feito com massa de papel machê








 Imagem retirada do endereço eletrônico:
http://www.viladoartesao.com.br/blog/2011/01/o-papel-mache-de-eleonora-pessil/
TAREFA DE PIEA 2
  1. Apresentação:
O presente projeto constitui-se do ensino e aprendizagem em Artes abrangendo a interdisciplinaridade com a disciplina de ciências, visando despertar no aluno uma forma diferente de trabalhar o fazer artístico utilizando a técnica modelagem através da produção do papel machê para as confecções de miniaturas envolvendo a escultura como base para reproduções de matérias esculturais, como também trabalhar a conscientização com relação à preservação do meio ambiente.

E sobre tudo, conhecer o quanto podemos fazer quando tomamos a iniciativa de produzir materiais a partir do processo de reciclagem, como por exemplo, a reciclagem do papel. Segundo Thérèse Hofmann “o papel é um dos suportes mais flexíveis adaptáveis ao uso, pois pode ser manufaturado especialmente para atender às necessidades criativas do artista. Ele também pode ser usado como material expressivo e não suporte. Alguns artistas utilizam polpas de papel coloridas como paleta de pintura, e criam obras em papel e de papel e não sobre papel”.  (Hofmann 2007, p. 26).
  
  1. Motivação:
A causa pelo qual mim motivou a realizar esse projeto foi à escolha que fiz de relacionar Arte e Ciências no contexto educacional. Visando propor através desse projeto uma forma de levar para a sala aula algo que desperte a curiosidade dos alunos para diversificar a prática de arte na escola.
O que me levou a trabalhar com a massa do papel machê na sala de aula foi por se tratar de uma técnica simples e barata e que pode está acessíveis a todos. Assim, pretendo levar para o ambiente escolar o uso da técnica modelagem para a produção prática desse material com o objetivo de moldar diversos objetos. Lembrando que esse trabalho será utilizado objetos simples por conta de que nesse momento será trabalhado com crianças entre 11 e 13 anos.
Para melhor entender a escolha de trabalhar com a reciclagem do papel será apresentado em anexo uma entrevista com a professora Thérèse Hofmann em entrevista ao Jornal do Professor, onde ela explica que é importante que as escolas participem de ações de reciclagem do papel. ”Segundo Thérèse, quanto mais cedo as crianças aprendem bons hábitos, “mais naturais e introjetados tais hábitos se tornam”. Ela enfatiza, no entanto, a necessidade de a reciclagem ser uma ação assumida pela direção da escola, acompanhada por todos os professores. A escola deve ter um projeto que integre a reciclagem nas questões de conscientização sobre a racionalização do consumo de água, energia e insumos em geral e que aborde a reutilização dos produtos”.

  1. Objetivos
Objetivo Geral:

  Analisar a criação e percepção estética dos alunos através de suas produções. 
Objetivos Específicos:
  Realizar atividade prática com os alunos de 6º ano do Ensino Fundamental II;
  Chamar a atenção dos alunos para o reaproveitamento de matérias recicláveis; 
Valorizar trabalhos artísticos produzidos a partir de materiais alternativos

  1. Público alvo:
O projeto terá como público alvo os alunos do 6º ano da Escola de Ensino Fundamental Plácido de Castro, com faixa etária de 11 a 13 anos, no período vespertino.
  1. Metodologia:
Aulas estimadas para o desenvolvimento desse trabalho será de 4h/ aulas.
Primeira Etapa
A oficina será realizada na modalidade presencial com a apresentação teórica do projeto proposto. A primeira etapa deste projeto terá duração de 1h/aulas. A apresentação será iniciada com uma breve conversa sobre a proposta do trabalho. Então, na sequência será feita uma explanação geral sobre o desenvolvimento do projeto através de um slide explicativo. Seguiremos, então, com apresentação multimídia sobre o tema e suas funcionalidades.
Será discutido também sobre a importância da utilização da técnica modelagem no ensino das Artes Visuais e ainda sobre sua valorização como método a ser utilizado como recurso didático para a realização de atividade prática na sala de aula, já que a técnica modelagem pode permitir o aluno á reproduzir diversas esculturas utilizando vários objetos tridimensionais bidimensionais.    

Segunda Etapa
Essa segunda etapa também terá duração de 1h/aulas. Iniciaremos nosso encontro, fazendo uma recapitulação do assunto. Dando continuidade a aula será apresentado vídeo sobre como fazer a produção do papel machê e também será explicado como é feito  o preparo da tinta para ser utilizada para pintar as produções feitas.

Terceira Etapa
A terceira etapa também terá duração de1h/aulas.  A aula será iniciada relembrado o que teria sido proposto nas etapas anteriores. Esse será o momento de praticar o que foi apresentado anteriormente com a teoria res alizada em qulizada em qutrencia  para realizerem lgado re  mesa. Então será realizada a parte prática, cada aluno irá criar sua escultura.

Quarta Etapa
Essa ultima etapa será exclusivamente para realizar a pinturas das obras.
      6 . Instrumentos, materiais e técnicas a serem utilizados:
Na execução do projeto serão utilizados os seguintes materiais: Data show, notebook, vídeo, papel, cola, colher, peneira, água sanitária, trigo, xícaras, álcool, receita impressa. As obras produzidas serão realizadas através de moldagem de objetos com a utilização da massa de papel.  
Para melhor entender a escolha de trabalhar com a reciclagem do papel será apresentado em anexo uma entrevista com a professora profª Thérèse Hofmann
O projeto em pauta teve como referências o livro da profª Thérèse Hofmann, disponibilizado na biblioteca do Cedup de Tarauacá, sobre a manufatura do papel. Livro “Materiais em artes

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS:

GATTI, T. H; CASTRO, R.; OLIVEIRA D. Materiais em artes – manual para manufatura e prática, Brasília, 2007.

Vídeo da Maria Amora 2001. Como fazer massa de papel machê. Vídeo [on-line], 00:4: 01 min. Disponível em:
 http://www.youtube.com/watch?v=KxuOG5a8S84. Acesso em: 20 de set. 2013.

Sites visitados:





sábado, 20 de agosto de 2011

A FELICIDADE EXISTE?



Sentir-se só e impotente na vida é uma sensação comum nos dias de hoje. O homem encontra-se cada vez mais frágil, carregado de tristeza e cercado de incertezas. Escorregar e cair é fato que persegue o ser em sua caminhada. São tantas as vezes que nos sentimos mal, que o nosso coração sofre, que a dor apodera-se da alma que muitos concluem que a felicidade não existe.

Livros e mais livros são escritos, revelando experiências e técnicas que levem o homem a alcançar a felicidade. A maioria dos best-sellers são livros de auto-ajuda que ensinam o homem a alcançar o bem-estar. A humanidade anseia ser feliz, deseja viver melhor. No entanto não sabe como.

Há dois mil anos, Jesus já convidava as pessoas a serem feliz. Mas ainda hoje,  acredita-se que é impossível encontrar a felicidade vivendo a vida que o Mestre pregou. Como ser feliz sem isso ou aquilo? É incrível como acreditamos que a felicidade encontra-se nos bens ou nos sonhos que realizamos... A felicidade só pode se encontrada dentro de nós. O homem pode ser feliz na pobreza ou na riqueza, na cidade ou no deserto...


Uma coisa que aprendi na vida: A felicidade existe! E só a encontrará e viverá em paz com os que nos cercam se primeiro encontrarmos Deus. Pode-se ter dias felizes, mas nunca encontrar a felicidade sem Jesus.

Mensagem retirada do site:




quarta-feira, 16 de março de 2011

ABC DA VIDA





Abra os olhos para ver as coisas como realmente são.

Basta apenas acreditar em você mesmo.

Considere as coisas por vários ângulos.

Desistir é palavra que deve ser riscada do vocabulário.

Entenda a si mesmo para entender melhor seus semelhantes.

Família e amigos são tesouros escondidos,

Procure encontrá-los e desfrutar de suas riquezas.

Ganha mais quem faz e doa mais do que planejou.

Hoje aproveite a vida. O ontem já passou e o amanhã pode
nunca chegar.

Ignore aqueles que tentam te desencorajar.

Já chegou a hora de agir. Faça agora. Aja!!!.

Know-how, novas técnicas e preparo são fundamentais.

Leia, estude e aprenda sobre tudo o que é importante na sua
vida.

Mais do que tudo, queira seus sonhos.

Nunca minta, trapaceie ou roube enquanto persegue uma boa
meta.

Obtenha mais paz e harmonia evitando fontes, pessoas,
 lugares,

Coisas e hábitos negativos.

Prática leva a perfeição.

Quem desiste nunca vence e os vencedores nunca desistem.

Ressalte e defina seus objetivos e vá em direção a eles.

Sonhos são a matéria prima de qualquer realização. Apegue-
se a eles.

Tome e assuma o controle de seu próprio destino.

Uma boa atitude positiva deve ser preservada sempre.

Visualize o que você quer.

Watts: Ponha energia em sua vida. Acelere seus esforços e
 faça acontecer.

Xis:O "x" da questão é: Você é uma criação única de Deus,
nada nem ninguém pode substituir você.

Zele por sua auto-estima. Ame-se mais.

 mundomensagens.sites.uol.com.b

terça-feira, 15 de março de 2011

Para Refletir ##


Uma vez perguntaram a Confúcio:

 “O que o surpreende mais na humanidade?”

Confúcio respondeu:

 “Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperá-la.
Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por não viver no presente nem no futuro.
Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido..."


segunda-feira, 14 de março de 2011

CORAGEM



"A alegria não é simplesmente o riso, o riso é apenas um fruto dela. A alegria é um processo íntimo de contato com o universo."

 


"Para ser feliz é preciso correr riscos, seguir certos caminhos e abandonar outros." 

"Seja feliz nas pequenas coisas. Elas dão à felicidade a oportunidade de se acercar de você silenciosamente, quase sem ser vista."



"Não perguntes a felicidade quem ela é e nem de onde veio... apenas abre-lhe a porta para que entre... e feche-a para que não fuja." 


"Nossa alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido, não na vitória propriamente dita." 


"Sem o esforço da busca, é impossível a alegria do encontro."



"Saber esperar é o grande segredo do sucesso." 


FRASE DO DIA


 “não diga a Deus que você tem um grande problema. Diga ao problema que você tem um grande Deus.”

“a vitoria sorrir somente para aqueles que não param no meio do caminho.”

“não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho. Seja feliz hoje com a vida que você tem.”



quinta-feira, 10 de março de 2011

QUARESMA


A quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja marca para nos preparar para a grande festa da Páscoa. É tempo para nos arrepender dos nossos pecados e de mudar algo de nós para sermos melhores e poder viver mais próximos de Cristo.

A Quaresma dura 40 dias; começa na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos. Ao longo deste tempo, sobretudo na liturgia do domingo, fazemos um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que devemos viver como filhos de Deus.

A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual; tempo e preparação para o mistério pascal.

Na Quaresma, Cristo nos convida a mudar de vida. A Igreja nos convida a viver a Quaresma como um caminho a Jesus Cristo, escutando a Palavra de Deus, orando, compartilhando com o próximo e praticando boas obras. Nos convida a viver uma série de atitudes cristãs que nos ajudam a parecer mais com Jesus Cristo, já que por ação do pecado, nos afastamos mais de Deus.

Por isso, a Quaresma é o tempo do perdão e da reconciliação fraterna. Cada dia, durante a vida, devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, os zelos que se opõem a nosso amor a Deus e aos irmãos. Na Quaresma, aprendemos a conhecer e apreciar a Cruz de Jesus. Com isto aprendemos também a tomar nossa cruz com alegria para alcançar a glória da ressurreição.

40 dias

A duração da Quaresma está baseada no símbolo do número quarenta na Bíblia. Nesta, é falada dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias e Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou o exílio dos judeus no Egito.

Na Bíblia, o número quatro simboliza o universo material, seguido de zeros significa o tempo de nossa vida na terra, seguido de provações e dificuldades.

A prática da Quaresma data do século IV, quando se dá a tendência a constituí-la em tempo de penitência e de renovação para toda a Igreja, com a prática do jejum e da abstinência. Conservada com bastante vigor, ao menos em um princípio, nas Igrejas do oriente, a prática penitencial da Quaresma tem sido cada vez mais abrandada no ocidente, mas deve-se observar um espírito penitencial e de conversão.

fonte: